Echolink – Justiça seja feita!

Publicado: 20/10/2012 por Airam - PU8ASR / PX8C1730 / PP8004SWL em EchoLink
Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Pode parecer um bicho de sete cabeças para alguns colegas que não tem familiaridade com a informática, mas com um pouco de prática, em pouco tempo nos apaixonamos pelo sistema e o dominamos completamente.

É um sistema democrático, pois é permitido a todas as classes A, B, ou C. Para montarmos uma repetidora convencional é necessário sermos classe A, para colocarmos um Link no ar, basta sermos radioamador. Muitos Links são mantidos por colegas classe C (PU****). Para montarmos um Link, basta um rádio de VHF ou UHF, um PC com internet e uma interface, que pode ser adquirida pela Internet (algo em torno de R$ 60,00) ou fabricada pelo próprio radioamador (custo máximo de R$ 10,00).

Para colocarmos um link no ar, basta ser radioamador!

O programa é gratuito e está disponível na Internet.

É recomendável que o radioamador inicie a utilizar o Echolink como usuário simples, fazendo uso de um PC e após alguma prática partir para montar um Link ou Repetidor.

O Echolink é utilizado por radioamadores de todos os Estados do Brasil e do resto do mundo. São colegas de mente aberta, que não rejeitam outras modalidades como PSK, CW, HF, D-Star, SDR etc.

Outra vantagem do sistema é o fato de ser possível o bloqueio de QRMs propositais, tão freqüente no VHF. Mesmo radioamadores prefixados, que operam de modo antiético, podem ser bloqueados. Existem os administradores que fazem este trabalho de forma anônima.

A versatilidade do Echolink atrai os colegas mais jovens, que aceitam mais facilmente o sistema e isto certamente contribui para a sobrevivência do hobby.

Muito colegas criticam o Echolink, sem conhecê-lo com mais profundidade. Vale a pena conhecê-lo melhor antes de sair criticando. Vamos fazer justiça. Qualquer que seja a modalidade, ferramenta, ou recurso, devemos primeiro experimentar e só depois fazer críticas.

Então amigos, este texto gentilmente foi compartilhado comigo (Airam – PU8ASR) pelo amigo Ari – PY2ATD, que é o verdadeiro autor do artigo. Eu apenas publiquei e fiz algumas poucas adaptações.

Ari – PY2ATD, é um exemplo de um verdadeiro radioamador, que pratica o hobby sadio e ético, particularmente é um dos radioamadores em quem me espelho e que me motivam a ainda continuar no hobby.

Veja um pouco sobre o Ari – PY2ATD, com suas próprias palavras:

Radioamador desde 1983, vejo no Echolink um sistema versátil, que permite ser acessado com os mais variados dispositivos, rádios transceptores, HTs, notebook PCs, Smartphone, Tablet etc.

Tenho frequentado diariamente uma das Redes (Ambrasil) desde 2007 e nesses cinco anos contamos com um ótimo ambiente.

Normalmente estamos com aproximadamente 10 Links no ar e mais os usuários simples, todos conectados e operacionais. Ao entrarmos no sistema, estamos acionando uma enorme estrutura, praticamente sem custo financeiro.

A Internet é muito sedutora, pois oferece muitas vantagens em relação ao Radioamadorismo convencional. Assim, muitos radioamadores estão deixando o hobby para irem para a Internet. Isto configura um grande prejuízo para todos nós. Sendo assim, entendo que devemos fazer um apelo a esses colegas para que mantenham um pé em cada sistema, montando um Link em sua estação, de forma que continue praticando esse hobby, mas usufruindo das vantagens da Internet.

A proliferação do D-Star e do Echolink na banda dos 2 metros (VHF), muito provavelmente irá afastar os “petimbadores” da faixa, pois esses indivíduos não têm sucesso com suas intenções maléficas. Esses dois sistemas estão moralizando o VHF. Os “petimbadores” causam um grande prejuízo ao radioamadorismo, pois afastam os mais qualificados e atraem a escória.

TKS

73

PY2ATD – Ararides Nepomuceno Filho (Ari).

É isso aí pessoal.

Forte 73 e até o próximo post!

Anúncios
comentários
  1. Que me desculpem os Echolinkeiros, mas Echolink no meu entender não é radioamadorismo, e sim informatismo, radioamadorismo pelo que eu sei é aquele que faz comunicação via rádio de antena pra antena, tenho visto e presenciado pessoas que se dizem radiamadores mas, não teem rádio são operadores de computador, muitos não tem noção nem sabem quando perguntamos a banda dos 2 metros a frequência começa onde e termina onde? É lastimável mas não sabem, o Echolink e outros Softwer de comunicação não passam de mais uma ferramenta de auxilo ao radioamador. Um Frt 73´All

    Curtir

    • Olá Joel. Obrigado por sua participação, embora você tenha sido infeliz na escolha das palavras, pois acredito que tão importante quanto o que se diz é a forma como se diz.
      Você iniciou seu comentário falando mal de uma modalidade que agrega valor ao radioamadorismo e concluiu seu comentário se contrariando.
      As pessoas tem utilizado o Echolink da forma como você mencionou e isso não é culpa do software, mas uma escolha daqueles que o utilizam dessa forma.
      Não me dei ao trabalho de pesquisar se você é um radioamador Classe B ou Classe A, contudo creio que você deva conhecer as normas que regulamentam o serviço de radioamador e de acordo com a norma, radioamador é o serviço de telecomunicações de interesse restrito, destinado ao treinamento próprio, intercomunicação e investigações técnicas, levadas a efeito por amadores, devidamente autorizados, interessados na radiotécnica unicamente a título pessoal e que não visem qualquer objetivo pecuniário ou comercial.
      Em síntese, o objetivo do radioamador é a intercomunicação, instrução pessoal e os estudos técnicos, sem fins lucrativos.
      É lamentável que muitas pessoas sequer saibam onde começa a faixa de VHF, porém a mesma norma e a ética operacional reza que não se deve criticar uma ou outra modalidade por quaisquer motivos.
      Suas palavras mais ferem e atacam do que conscientizam.
      Devemos orientar e conscientizar as pessoas da importância do radioamadorismo.
      É um trabalho de inteligência e aplicação de psicologia.
      O radioamadorismo e a sociedade conta com isso!
      TKS/73

      Curtir

      • Caro Airam! Sou radioamador sim, classe A desde a década de 70 e creio que V.S. pesquisou sim pra saber, uma vez mais estou pedindo desculpas pelo que eu não disse, em primeiro lugar, eu não critiquei o ECHOLINK e sim critiquei uma parte de usuários, e não foi onde não se é permitido, pois não foi via rádio, mas sim os que dizem radiamadores e não sabem usar e nem rádio possui, isso pra mim não é radioamadorismo, não sei por que meios o por onde adquiriu o indicativo, e mais, eu um sou incentivador e usuário de sistemas digitais uma pena que neste país se prima pelas facilidades e não pelo aprender e se aperfeiçoar, como radioescuta ouço horrores, e não sou eu que vou chegar e dizer “coleguinha não e´assim que se faz” não sou eu que tenho que corrigir seria os meios habilitados para fiscalizar e as associações orientar. Sem mais agradeço a atenção, um
        Frt 73/51

        Curtir

  2. Amigo Airam. Não mereço mas agradeço as suas palavras.
    Forte 73
    Ari – PY2ATD

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s