O Código Morse ainda é importante?!

Publicado: 17/03/2013 por Airam - PU8ASR / PX8C1730 / PP8004SWL em Informações Úteis
Tags:, , , , , , ,

Não são poucas as oportunidades em que presencio pessoalmente, por email, na web e até pelo rádio, colegas indignados com o fato de ser obrigatório conhecimentos básicos para transmissão e recepção de sinais em código morse.

Imagine que você está estudando medicina e quer se tornar um cirurgião, no entanto, você acredita que aquele monte de nomenclaturas são uma bobagem e se pergunta pra que estudar isso?

Qualquer um pode imaginar o que acontecerá!

Você estuda para se tornar um cirurgião e se torna um açougueiro (nada contra os açougueiros hein!).

No radioamadorismo, assim como em outras classes existem níveis e esses níveis são necessários por causadas responsabilidades de cada classe.

O radioamador, em situações de emergência deve ser capaz de realizar ou receber chamados de emergência (de acordo com a sua categoria).

Infelizmente, uma boa parte dos radioamadores, querem ser classe B ou classe A, por pura questão de status. Os mesmos acreditam que ser classe A, os faz superiores aos demais, o que não é verdade!

Imagine que você é uma radioamador classe A, em uma situação de emergência, a única maneira de comunicar-se é por meio do Código Morse. Você se gaba a todo instante que tem 30, 40, 50 anos de Classe A, só que na hora do aperto não consegue decifrar que .- é igual a A. Daí você deixa de ajudar alguém ou até mesmo de receber ajuda.

O que eu acho mais incrível nessa história toda é, que enquanto tem “radioamador” que não dá a mínima pra aprender CW (continuous wave ou código morse). Muitas pessoas dão a devida importância para isso.

A própria mídia divulga a todo o instante a importância disso, basta assistir aos jornais, novelas, filmes (principalmente os de guerra). Estava assistindo desenho online e em um desenho que lançado recentemente, mostram como o código morse ajudou o time dos mocinhos a enviar uma mensagem importantíssima.

Código Morse em Avatar - A lenda de Korra (Episódio 11)

Código Morse em Avatar – A lenda de Korra (Episódio 11)

Então, acho que já tá na hora de deixarmos de imaturidade e começar a ser radioamador de verdade!

Não quero com este post atingir quem quer que se sinta ofendido. A idéia aqui é fornecer informações necessárias àqueles que buscam informações para ingressar nesse maravilhoso hobby científico que é o radioamadorismo.

Forte 73 e até a próxima!

comentários
  1. wagner disse:

    Talvez nos dias de hoje, a comunicação na modalidade CW seja apenas ‘hobby’ tanto quanto outros esportes como, tiro com arco, esgrima, etc. Contudo, já ouvi dizer que depois da ‘terceira guerra mundial’ estes serão os armamentos bélicos que hoje são ‘hobbies’… Quanto ao CW, esperemos que um ‘grande vírus’ surja para que (nós) amantes da internet retorne ao CW a fim de novamente nos comunicarmos!

    Curtir

  2. Arinaldo Eloi de Souza disse:

    Sou instrutor de Código Morse e dou aula para Militares (…) que deixaram de ter no seu curriculo os modulos de TR/RC do Morse. Isso se deu porque o código era usado em mais de 90% das comunicações e com a possibilidade de transmitir mensagens em blocos (PC) se ganhou mais rapidez nas comunicações o que levou as autoridades a decidirem pelo fim dos ensinamentos do Código ao pessoal das comunicações. Por outro lado existe um setor atento 24hs por dia, monitorando toda a faixa de HF que precisa a todo custo estar com os ouvidos bem treinados para receber o Morse. Fui contratado para adestrar, formar novos Radioletegrafistas e requalificar esses profissionais de comunicações. Formei com orgulho 4 turmas de novos RT nos ultimos 4 anos que sairam recebendo tranquilamente 16PPM. No meu tempo de atividade cheguei a receber 26PPM e fui o primeiro colocado do meu curso recebendo 22PPM. É uma pena que não se dê a importancia devida a essa forma de comunicação. Para auxiliar aos que pretendem iniciar o aprendizado, algumas dicas:
    Treinem 3 dias somente os sinais formados por pontos (E – I – S – H – 5)
    Treinem 3 dias somente os sinais formados por traços (T – M – O – CH – 0)
    Treinem 3 dias mesclando grupos aleatorios e palavras formadas pelos dois grupos de sinais anteriores.
    Vejam que neste nove dias de curso ja se pode receber ou transmitir uma infinidade de palavras.
    para o restante dos sinais façam a mesma coisa – 3 dias para pontos e traços , depois 3 dias para traços e pontos, e tres dias mesclando o que foi aprendido até o momento.

    Ajuda – entrem em contato: eloidesouza2@yahoo.com.br
    73 para todos e bom aprendizado.
    …_ .. …_ ._ _ _ _ _ _ _ _ _ ._. … .

    Curtir

  3. Paulo - PY3SAB disse:

    Ingressei no radioamadorismo direto pela classe B.

    Minha prova de transmição e recepção de codigo morse foi tranquila embora meu desempenho foi apenas o sufiente para ser aprovado.

    Fui garipando diversos métodos e programas pela WEB para aprender CW, no início tive vontade de desistir porque o estudo de CW requer um disciplina e um perseverança impar; após ter encontrado um livro que deu dicas sobre como se concentrar durante os estudos voltei com força e consegui o feito de entrar direto no mundo radioamadoristico como classe B.

    Hoje continuo praticando diariamente cerca de 30 a 40 minutos, a uma velocidade de 16 ppm, ainda não fiz nenhum contado em CW, mas tenho confiança que o meu primeiro contato terá um sabor especial de vitoria (…- …- …-)!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s